Como controlar a mente de insetos com um aplicativo

26 jul, 2013

Um dos passatempos preferidos de muitas crianças é brincar com insetos de jardim. Apesar de terem aspecto perigoso, os besouros são os animais preferidos que os pequenos gostam de ver andar de um lado para o outro, sem perigo de fuga. Formigas e caramujos também são alvos certeiros para os que fazem essa brincadeira. As baratas, apesar de mais repulsivas, também podem ser uma opção, se forem do tipo de laboratório.

Inseto Robo

Pensando nisso, Greg Cage e Tim Marzullo, engenheiros e cientistas, desenvolveram um projeto que pretende revolucionar essa cruel e, quase sempre, divertida brincadeira de infância. Já em vias de ser produzido, o RoboRoach, ou barata robô em português, promete ser capaz de controlar a mente de insetos, como a barata principalmente.

Saiba como funciona o controlador de baratas

O dispositivo é composto por uma espécie de mochila acoplada à cabeça do inseto, que controla seus movimentos por meio de um aplicativo de smartphone. Para que isso tudo aconteça, porém, é preciso capturar o inseto. Segundo seus criadores, as baratas não sentem nenhum tipo de dor com esse controle de sua mente, e não sofrem danos físicos. O preço, inicialmente, está estipulado em 99 dólares, bastante barato para tanta tecnologia.
Inseto App
Seu funcionamento é muito simples. O RoboRoach, após instalado na cabeça do inseto, emite impulsos elétricos por meio de seu sistema para o cérebro da barata e, também por uma conexão Bluetooth com um smartphone, esses estímulos podem ser controlados pelo aparelho móvel. A barata sente cada estímulo como um obstáculo, e tenta desviar deles.

Todo esse controle tem uma função educativa, como informa seus criadores. Eles afirmam que pretendem fazer com que as crianças se interessem mais por assuntos neurológicos e científicos, estimulando assim carreiras de futuros neurocientistas. As doenças neurológicas incuráveis é um dos motivos da criação do projeto, e seus criadores pretendem que as crianças, ao se importarem cada vez mais cedo por esse assunto, possam ajudar a criar um futuro melhor nessa área.

Deixar comentário